A criação em quatro noites

Era a música complexa
Demais para a noite
Para as criaturas da madrugada
E Deus disse: “Haja Blues”
Deus ouviu que o Blues era bom,
Viu que dançavam, bebiam, fumavam,
Amavam no embalo do som
Assim foi a primeira noite

Então Deus separou o simples
Do sofisticado. Deu a estes o sopro
E um belo teclado. Deu mais swing nos pés
E disse maravilhado: Faça-se o Jazz.
Passaram-se tarde e manhã
E nasceram mais melodias
Deus viu que aquilo era bom
Que a Criação era sã

Ora, Deus não quis que perdessem
Aquela bela harmonia no ar
Então no terceiro dia
Disse: “Ajuntem tudo num só lugar
As harmonias e melodias dos homens
Encham discos com as canções
Que sejam férteis e multipliquem-se!
Encham a Terra com a Boa Música.”

E Deus viu tudo o que havia feito
E tudo havia ficado muito bom
E na quarta noite a criação
Por si só fez um novo toque
E Deus, ouvindo tal emoção
Abençoou o inédito Rock
E dizendo assim o santificou:
Let there be rock! Let it roll, baby, roll

at146687991.jpg

Rock in Rua Paraíso 2016

Aconteceu domingo, dia 14 de fevereiro, a sexta (e maior) edição do Rock in Rua Paraíso.

O evento, que começou com uma inocente brincadeira de rua que fiz em 2013 (LINK), veio crescendo a cada edição, sempre sem fins lucrativos e com caráter beneficente. Nessa última edição, ganhei o reconhecimento e apoio da Secretaria de Cultura de São Sebastião do Paraíso, e pude organizar o maior e melhor Rock in Rua que minha pequena cidade já viu.

O som começou a rolar às 13h:30min e se estendeu até o cair da noite, com seis bandas locais, uma banda de Ribeirão Preto/SP, e uma banda de Serrana/SP. Além das oito bandas, contamos com a presença de um grafiteiro e de uma feira de discos de vinil.

Mesmo sendo na rua, sem cobrança de portaria, arrecadamos mais de 110kg de alimentos não perecíveis que foram entregues à LBV daqui, o que fez valer todo o esforço.

Trabalho, muito trabalho. Mas muito gratificante. Stress? Sim, sempre rola um stress que me faz, por vezes, dizer que “esse será o último Rock in Rua que organizo”. Mas não. Apesar de minha cidade não gostar realmente de mim, eu sei que no fundo eu amo esse lugar. Aqui temos o rock, e temos a rua. Sempre. 12622232_571239389718937_6641506104275806025_o

Filosofando: à direita do Pai.

Meu nome é Bruno e garanto que, assim como o inferno está cheio de boas intenções, à direita do Pai certamente há toda sorte de inventores e artistas, o que demanda uma vastidão de cadeiras (quisera eu que esta fosse a prova do infinito conceitual) para que os mesmos tomem confortável assento eterno.
Imagino que ali (agora adentro o ramo das suposições), algum querubim já tenho posto a harpa de lado ao ouvir Bach e Mozart em pleno embate melódico com Hendrix e Stevie Vaughan, em um sarau onde BB King, T-Bone, Chester Burnett e outros parecem desatentos ao tema, porquanto questionam Rev. Gary Davis acerca das possibilidades jurídicas de trazerem Robert Johnson às mesmas cadeiras.
Percorrendo o amplo (infinito?) salão, e claro, ainda à direta do Pai, verifica-se que certamente o Filho não precisou operar nenhuma transmutação de líquidos. Isso porquê há séculos já tomaram assento os inventores do vinho e da cerveja.
E tudo segue de bom a melhor, pois quem inventou o ar condicionado também já deve ter sua cadeira em bom lugar.

 

 

 

 

 

 

 

Dia mundial do rock

Hoje é o Dia Mundial do Rock!

Pra quem não sabe, antes de começar a tocar blues, toquei muito rock em algumas bandas… passei pelo punk rock, pelo grunge, pelo bom e velho rock’n roll, até ser “pego” pelo blues. Mas ainda hoje o rock sempre está presente em minha vida. Mesmo na vida “de poeta”. Digo isso pois tenho provas: em homenagem ao Dia Mundial do Rock, resolvi publicar aqui uma imagem do “Poema para James”, em sua forma original, datilografada e suja de café. Esse poema escrevi inspirado em… bom, vou deixar vocês adivinharem (comentem o post com seu palpite, quem acertar vai ganhar um marca páginas)!

Enfim, o poema original foi datilografado, tenho bem guardado aqui em algum lugar. Atualmente, qualquer um pode o encontrar na página 57 do livro “O Busto de Adão e Outras Poesias“. Espero que gostem e, gostando, compartilhem!

Abraços!

Bruno Félix

774108_485615801476802_1652996764_o

Um pouco sobre a Cigar Box Guitar

Foi o primeiro instrumento de Blind Willie Johnson, ícone do blues.

Popularizou-se durante a grande depressão de 1930, por ser um instrumento de “custo zero”, ou seja, ideal para os bluesmen, que construíam essas guitarras com um braço simples (qualquer pedaço de pau), uma caixa de charutos de madeira e pelo menos uma corda. Assim, era possível “chorar” o blues com uma resposta de guitarra slide, o que ajudou a moldar o gênero musical.
Hoje existem guitarras Cigar Box bem elaboradas, feitas por grandes fabricantes, ou por exímios luthiers.
Construí a minha com uma caixa de charutos “Romeo y Julieta”, um pedaço de jacarandá e três cordas. Optei por colocar trastes, e tarrachas dos modelos mais simples o possível. O resultado, vocês podem conferir no video.

Sigam o canal: https://www.youtube.com/user/brunobluesman

Curtam também a página do Facebook! https://www.facebook.com/brunofelixoficial

Abraços, e até a próxima!!!

Os 25 melhores álbuns de Southern Rock, Country e Blues do Brasil lançados em 2014!

logo modificadoO site  Southern Rock Brasil acaba de publicar a tão esperada lista com os melhores álbuns independentes do ano no Brasil! O Southern Rock Brasil foi criado em 2010 com a missão de “levar o Southern Rock, Country e Blues para os ouvidos carentes de boa música em nosso país, apoiando novas bandas brasileiras e do exterior, mas sem deixar de lembrar os grandes ícones, nossos ídolos!”. Com muito trabalho, competência e bom gosto, o referido site se tornou referência entre os amantes da boa música no Brasil, angariando milhares de seguidores sempre ávidos por fazer downloads das playlists, conhecer novos artistas e compartilhar grandes descobertas musicais.

Bruno Felix - Nothing But The Blues

O CD “Nothing but the Blues” de Bruno Felix & Voodoo Kings foi um dos escolhidos para compor a lista dos 25 melhores de 2014!

A música “Monday Morning Blues” de Bruno Felix já havia participado de uma playlist divulgada pelo site, que foi inclusive matéria de destaque no whiplash.net, site mais acessado pelos amantes do rock no Brasil

Confira a matéria completa e ouça as músicas indicadas no link: www.southernrockbrasil.com.br e deixe seus comentários!

.FINAL