Ex citando Drummond

Ah, essa anja torta
Que cavalga a nuca do poeta
Abriu-se majestosa e circunspecta
A ele, isso pouco importa

Bom dia, disse a moça
Mas ele não respondia
Na praia, na ventania
A moça mostrava a coxa,

A moça mostrava a nádega
Ao poeta circunspecto
Que sentado, de corpo erecto
Seduziu a garota pândega

Ela trepou a lhe cavalgar
Ela procurava alegria
Cabe a nós fazer poesia
nesta janela sobre o mar.

 

#drummondorreia 12472527_1170737006278225_5279106268350683553_n

9 pensamentos sobre “Ex citando Drummond

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s