Confessionário

confessional-04

Senhoras e senhores, eu confesso:

Confesso que nego.

Que de tanto ver, me faço de cego.

Confesso que peco.

Que peço arrego.

Que pego no sono,

Que sinto medo.

Confesso que odeio.

Confesso o receio

Que me consome e me parte ao meio.

Confesso que já julguei.

Vinde vós agora e julgai-me!

Jogai-me no fogo onde pagarei.

Pois no jogo da vida não pude ser rei.

Mas logo que pude eu me confessei.

Orgulhoso:

Não peço clemência.

Jamais pedirei.

Não quero nada

Absolutamente nada que venha de vós,

ó seres perfeitos.

Nem mesmo a vossa confissão.

3 pensamentos sobre “Confessionário

  1. Nossa, adorei seu blog, seus poemas.. Muito bom continue assim… Nossa adorei ler seus posts, parece de uma facilidade tão grande criar palavras que dão sonoridade e rima. Parabéns, encontrei seu blog a partir de um comentário seu no Falando em Literatura no post de Oficina de Escrita Criativa, no qual postou um poema no comentário e achei legal e vim ver o seu blog.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s